No mercado de trabalho de design temos três formas atuação profissional bem distintas, (1) freela (profissional contratado para realizar um ou vários trabalhos, sem vinculo empregatício) (2) empregado (trabalha em empresas, escritórios, institutos ou empresas que prestam serviço em design, assalariado) e  (3) empreendedor (empresário ou micro-empresário que emprega outros profissionais de design). Sabemos que cada uma destas formas tem suas “problemáticas”. O que fazer para viver bravamente de design?

Read more