Representando esboços em linhas simples em forma tridimensional, o Designer  coreano Jinil Park criou uma série de móveis intitulada “Desenho”. O projeto é o resultado de traços desenhados à mão em papel que foram então usados para dar forma dos objetos.  A “linha” desempenhou um papel básico porém fundamental para o desenvolvimento de cadeiras, bancos e luminárias, sendo ponto padrão para início e fim de qualquer parte da obra de Jinil Park.

A partir dos rabiscos, foi dada particular atenção aos momentos em que os traços parecem distorcidos, com pontos que pudessem torná-los semelhantes a um objeto sólido. As imagens bidimensionais foram trazidas à vida usando arames com espessuras diferentes, para que parecessem “esboços”.  Os pedaços de arame foram soldados em conjunto para proporcionar estabilidade e resistência estrutural suficiente para que o mobiliário também fosse funcional.

A “cadeira desenhada” foi transformada em um objeto 3D a partir de esboços de linhas desenhadas no papel

As peças de mobiliário são trazidos à vida usando arames com espessuras diferentes

A “poltrona desenhada” revela momentos em que as linhas aparecem distorcidas

detalhe da construção em arame 

Fonte: Designboom