A Internet das Coisas é uma fronteira emocionante, com alguns pioneiros reais. Produtos como o termostato Nest ajudaram a evangelizar os usuários, mas para a população em geral, a casa conectada é uma tecnologia almejada, de mãos dadas com o Google Glass.

O Spotter está entre os primeiros produtos de consumo amigável para a Internet das Coisas. É um dos frutos de uma parceria entre a GE, que está jogando seu peso corporativo para fazer a casa conectada possível, e Quirky, uma empresas nova-iorquina de invenções através do crowdsource (participação colaborativa). A colaboração lançou até agora cinco produtos (como o Egg Minder, um produto bobo, mas brilhante que pode alanvancar “a Internet das Coisas”).

Spotter é um disco branco repleto de sensores que medem temperatura, umidade, luz, som e movimento (movimento não é detectado, tem que ser sentido fisicamente através de um acelerômetro). Instale-o permanentemente em qualquer lugar, ou use ímãs ou fitas colantes para instala-lo caprichosamente  em qualquer lugar da casa. Uma vez configurado, o aplicativo Spotter permite que o usuário navegue pelas ações e crie ações e alarmes. Quer saber quando a porta traseira se abre, quando a temperatura fica abaixo de 65 graus, ou quando a máquina de lavar parou de agitar? Spotter irá enviar-lhe uma notificação push em seu celular.

“Todo esse mercado de sensores nas coisas é muito novo”, diz Jeff Bartenbach, que projetou o aplicativo. “Há outros produtos lá fora, mas eles são muito DIY (Faça-Você-Mesmo) ou tecnológicos. Este é o primeiro produto que fica no mundo real do consumidor. ”

Mais especificamente, este outro produto é o Twine , uma promessa anterior do que viria para a casa conectada. Twine – que se parece com um pedaço de sabão – cai nessa categoria DIY . Seus usuários precisam ter noções de programação básica – algo que produtos como o Nest não necessitam. Spotter também não: leva cerca de um minuto para sincronizar com o Wi-Fi disponível , e a partir daí, toda a ação acontece no app , por meio de um seletor circular – uma interface de cliques, comum a quem sabe manusear um iPod.

O gadget sincroniza com Pivot Power Strip da Quirky , que  tem Wi-Fi habilitado , oferecendo um adicional inteligente para algumas das ações Spotter (imagine controlar remotamente um umidificador, que é ligado ao fio de energia habilitado para Internet).

Logo, os designers vão adicionar extensões para que Spotter possa funcionar como um termômetro de carne , ou possa testar o solo para avisar aos proprietários quando regar as plantas. E correndo por fora, a Quirky quer abrir os aplicativos para seus usuários mais inteligentes .

Essencialmente, o Spotter é um punhado de utensílios domésticos inteligentes, embrulhados em um pacote simples, livre de botões. “Não há nenhuma interface do usuário no produto “, diz Bartenbach . “Nós não queremos assustar ninguém.”

Spotter custa US$50. Mais informações aqui.

Fonte: Fastcodesign