O cinema é considerado uma das 7 “maravilhas” do século XX e uma das mais criativas áreas ligadas à arte e a comunicação contemporânea do século XXI. Sua origem vem da  Fotografia e da Literatura (clássica e moderna). Pensar um filme a partir de um roteiro, é organizar de forma visual e cognitiva uma história. O cinema é um vasto campo para o trabalho de design (design gráfico, motion design, Direção de arte ou mesmo Concept art) pois ele pode ser responsável pela concepção/releituras de ambientes ficcionais ou reais.

Todo e qualquer filme tem personagens, paisagens características e centenas de situações onde se faz necessária a existência de identidade visual (marcas), produtos (armas, celulares etc.) e conceito de personagens (Brave, John Carter, Alice no País das Maravilhas de Tim Burton ) ou mesmo figurinos (roupas, vestimentas, armaduras etc) com o objetivo de criar uma realidade “artificial” que convença ao telespectador que aquilo que ele está vendo é real.

Às vezes você nem mesmo ouviu falar do filme, mas fica enfeitiçado com o cartaz e resolve assisti-lo, ou, aquele celular que você viu no filme e percebe que ele não existe (samsung neo, Matrix 1999) e anos depois “torna-se realidade”. Esses são apenas alguns exemplo de como a extensão cognitiva do design criada nos filmes desenvolve fortes elos emocionais em seus espectadores (podendo até criar tendências de moda e consumo de objetos).

O trabalho do designer no cinema é criar ou recriar ambientes, personagens e situações “artificiais” oriundas de roteiros reais ou ficcionais. O design aplicado ao cinema, criou grandes ícones nos gêneros de  sci-fi, terror ou mesmo em histórias “baseadas em fatos reais” (star wars (1977), matrix (1999), motoqueiro fantasma 2 (2011), elizabeth (1998) etc.).

Figurinos para o filme Street Fight Legacy 

É um campo fecundo e quase ilimitado quando falamos dos aspectos criativos que envolvem boas (e não tão boas…) idéias.  Abaixo alguns excelentes exemplos de design aplicado ao cinema. Alguns, ícones na cultura pop e moderna.